CARTÕES TELEFÔNICOS

TELECARTOFILIA
"CONCEITO"

TELECARTOFILIA": é a atividade que envolve um grupo de pessoas .
TELECARTOFILISTAS: São os que colecionam cartões telefônicos.
Existe milhares em todo mundo,
e agora também no Brasil,a existência é muito grande de Telecartofilistas.
Nesta e nas páginas seguintes 
"O Colecionador" abre espaço para você
obter informações sobre cartões telefônicos brasileiros já emitidos
e os disponíveis a venda, bem como outras informações.

" HISTÓRICO DA TELECARTOFILIA "

O primeiro teste com um telefone público a cartão no Brasil
ocorreu em janeiro de 1990, quando foram utilizados cartões tipo magnéticos,
produzidos pela General Electric Plessey Telecommunications.
 Em função do alto custo deste cartão,o
Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da TELEBRÁS - CPqD,
desenvolveu estudos para encontrar uma nova tecnologia
que permitisse a popularização do telefone público
a cartão em todo o território nacional.
Como resultado,surgiu a tecnologia indutiva,utilizada atualmente.
Os primeiros testes com essa tecnologia ocorreram ainda em 1990,
sendo que os cartões dessa fase experimental eram produzidos pelo CPqD.
Em vista dos resultados positivos, e depois de alguns
ajustes no projeto, iniciara-se os testes de campo(nas vias públicas),
em 1992, no Rio de Janeiro e em São Paulo.
A implantação oficial do Telefone Público a Cartão Indutivo,
a nível nacional, ocorreu em junho de 1992,por ocasião da RIO/92
sendo que os cartões produzidos para a ocasião,traziam estampas
de temas ecológicos, característicos deste grande evento.
Em vista do grande sucesso, tanto pelo aspecto técnico/operacional, quanto pela
aceitação do público, dadas as facilidades e vantagens que oferece,
o telefone público a cartão começou a ser instalado em escala comercial
pela maioria das empresas do Sistema Telebrás, em 1993.
 Em São Paulo, o primeiro aparelho foi instalado
no Museu de Arte Moderna de São Paulo em outubro de 1993,
sendo que a estampa do cartão homenageou este importante
centro cultural e artístico. Por esta ocasião os cartões passaram a ser
produzidos em escala industrial. A partir de então,
a população exigiu que mais telefones públicos a cartão
fossem instalados e em conseqüência, mais cartões
tiveram que ser produzidos, com as mais variadas estampas.
Com o recurso que os cartões dispõem, muitos temas puderam ser
trabalhados, desde temas de interesse geral da população,
até anúncios institucionais, bem como de produtos de terceiros.
 O cartão tornou-se um excelente veículo de divulgação.
Devido as diversas e bonitas estampas que apresentam, aliado
as informações de caráter informativo/cultural,
o cartão telefônico despertou um novo interesse da população - o de colecionar.
 As pessoas passaram a utilizar os cartões para fazerem suas ligações
bem como para suas coleções. Assim surgiu a Telecartofilia no Brasil.
Em busca de novos cartões e informações, os colecionadores de cartões,
denominados Telecartofilistas, se correspondem com o mundo todo.


"A ARTE DE COMO COLECIONAR CARTÕES TELEFÔNICOS"

A arte de colecionar cartões telefônicos expande-se
como uma grande e nova modalidade que certamente será no próximo século
um dos líderes no colecionismo mundial. Organizar uma coleção
obedece ao gosto muito pessoal.
 A liberdade com o mínimo de organização, entretanto, é fundamental!
Uma coleção deve ser montada obedecendo a uma idéia inicial.
Ela poderá ser: Tradicional, Temática e Especializada.

TRADICIONAL:
O objetivo desta é tentar conseguir todos os cartões telefônicos
de um ou mais países. Procure não abrir demais esta quantidade
de paises colecionados ( uns dois ou três é ideal).

TEMÁTICA:
O Objetivo é tentar conseguir cartões dem tema específico
ao seu gosto, como por exemplo: futebol, fauna, flora, vistas turísticas,
carros, trens, igrejas, personalidades, e tantos outros.
Neste caso a coleção dever incluir cartões do mundo todo.

ESPECIALIZADA:
O Objetivo é conseguir por exemplo todos os cartões
do tipo magnético, de teste, etc.
Neste caso, também deve-se incluir cartões do mundo todo
que preencham os requisitos para figurar
na especialização desejada.
Pode-se ainda tentar conseguir uma coleção na qual
exista um ou mais cartões de cada país,
ou ainda o primeiro cartão de cada país.
Colecionando cartões telefônicos você
descobrirá um novo mundo de amizades
e de colegas, que certamente irão conversar entre sí utilizando
a mesma linguagem.
Os verdadeiros colecionadores, seja do que for, nunca deverão
esquecer os princípios éticos
da amizade e da seriedade nas suas relações com outros colecionadores.

CARTÕES NOVOS OU USADOS

Uma coleção de cartões telefônicos propriamente dita,
poderá ser feita tanto com cartões novos,
como, também com cartões usados, evidentemente que se você escolher
colecionar somente cartões novos, é bom se preparar
pois irá certamente gastar muito mais do que se você escolher
colecionar,os cartões usados que custarão bem menos.
 Isto posto, escolha o tipo de coleção que você deseja iniciar
e Boa Sorte !

ATENÇÃO

Clique e
Veja 

relação de cartões a venda

COMO IDENTIFICAR UM CARTÃO VERDADEIRO

Todos os cartões verdadeiros têm uma série de números e códigos de identificação no canto inferior esquerdo do verso.
Conhecendo esta série você pode identificar os cartões
verdadeiros com facilidade.
Vamos usar o exemplo do

Cartão do 25º GP Brasil de F1:



Número de série: 
< 96 03 (1O IT 00) 3 GPF G1 >


Estes números e códigos significam o seguinte:

- 96 * indica o ano de fabricação;
- 03 * indica o mês de fabricação março 
- 1O (nº 1 e a letra O) * correspondia ao código da tiragem, no caso 1,4 milhão de cartões. 

Nos cartões atuais, a tiragem é estampada no canto inferior 
direito do verso.

A =            10
E =      20.000
I  =    500.000
N = 1.300.000
R = 1.700.000
V = 2.200.000
B =          100
F =     50.000
J = 1.000.000
O = 1.400.000
S = 1.900.000
X = 2.300.000
C =       1.000
G =   100.000
L = 1.100.000
P = 1.500.000
T = 2.000.000
Z = 2.400.000
D =      10.000
H =    200.000
M = 1.200.000
Q = 1.600.000
U = 2.100.000
IT * indica a forma de comercialização do cartão, sendo:
IP = Propaganda Institucional Própria
PP = Propaganda de Produtos ou Serviços Próprios
IT = Propaganda Institucional de Terceiros
PT = Propaganda de Produtos ou Serviços de Terceiros
ET = Produção Exclusiva para Terceiros

- 00 * indica a empresa operadora produtora do cartão, sendo:
00 = Telebrás - 06 = Telesc - 12 = Teleacre - 18 = Telepisa - 24 = Telegoiás
30 = Sercomtel - 01 = Telesp - 07 = Telern - 13 = Telamazon - 19 = Teleceará
25 = Telemat - 31 = CTBC Telecom - 02 = Telerj - 08 = Telpa - 14 = Telaima
20 = Telpe -26 = Telems CRT - 03 = Telest - 09= Telebrasília - 15 = Telepará
21 = Telasa - 27 = CTBC - 04 = Telemig - 10 = Embratel - 16 = Teleamapá
22 = Telergipe - 28 = CTMR -05 = Telepar -11 = Teleron -17 = Telma
23 = Telebahia - 29 = Ceterp

3 * indica o fabricante do cartão, sendo:

1 Casa da Moeda do Brasil
2 American Bank Note Company (ABNC)
3 Interprint
4 CSM
5 ICE


- GPF * indicam o tema ou o nome do cartão,
no caso o GP de Fórmula 1


- G * indica a quantidade de créditos de um cartão, sendo:
A =    10 créditos
C =    50 créditos
E =  400 créditos
G =   75 créditos
I =    30 créditos
B =   20 créditos
D = 100 créditos
F =   35 créditos
H =   90 créditos
J =   60 créditos

1 * indica o lote daquela tiragem, sendo:
1 1º lote, 2 2º lote, 3 3º lote, 4 4º lote, 5 5º lote

VOLTAR  A PÁGINA INICIAL